terça-feira, junho 03, 2008

Com o mundo aos seus pés

Carlos olha pra cima e já não enxerga mais nada.


'Eles devem estar cansados, né ?' Pergunta Mares ao saber que depois de tantas horas no computador ainda tinha mais Slater pela frente.
'Quantas baterias eles surfaram hoje ?'
Quartas, semis e final e Slater acaba de surfar sua décima primeira onda e dispensou o jet-ski pra sair - quer surfar mais uma.
Sua quarta ou quinta onda na final foi devastadora, absurda. Tivesse voltado da última manobra, toda a trupe do WCT seria ridicularizada pelo nível de surfe alcançado por Slater.
Cavada com tempo errado e uma perfeita simulação de Simon Anderson debaixo da guilhotina em Pipe 1981.
A final foi completamente anti-clímax.
Fiquei esperando uma disputa franca de jabs, ganchos e diretos e o que vi foi uma apresentação solo do Carlos.
Shadowboxing.
Nenhum surfista no WCT bateu Kelly em 2008 - nem uma única derrota para os 46 surfistas rankeados
Prestem bem atenção nisso.
Apenas Manoa capitalizou duas vezes pra cima do KS, uma sobre o despreparo na primeira fase e outra em cima do erro tático.




Taj já começa a dar sinais de desespero quando diz: 'Fico pensando em quando escovei ele (Slater) em J. Bay na final no ano passado...'
TB deveria saber que não se brinca com essas coisas.
Slater perdeu sim, feio, mas perdeu pra ele mesmo.
Nas quartas, contra Mineiro, ainda em J. Bay, Slater fez a maior média do evento (19.23) e apesar de ter perdido pro Taj na final, ninguem teve dúvida de quem tinha sido o surfista do campeonato.



Mineiro cada vez mais incomoda a imprensa estrangeira com suas comemorações exageradas e estilo esquisito, mas nada disso tira o brilho da campanha excepcional que vem fazendo em 2008.
Quarto lugar do ranking nessa altura é mais do que ele mesmo poderia esperar - na realidade, com um descarte, Mineiro tá em sétimo.
Do segundo pra baixo tá tudo embolado, até o oitavo, com descarte do pior resultado, apenas 400 pontos de diferença.
Ficamos, brasileiros, orgulhosos de ver que Adriano melhora a cada temporada em ondas de qualidade, embora fique a desconfiança que seu estilo e jeito de atacar a onda não tenha remédio diante dos resultados.
Com a projeção que tem nas suas cavadas, Mineiro poderia almejar um surfe digno da admiração dos seus companheiros de WCT, mas ainda peca por muito aflito e pouco composto, principalmente de backside.
Se conseguisse deixar seu corpo mais compacto com a prancha e flexionasse mais os joelhos, Mineiro ganharia muito.
Por enquanto, o que mais chama atenção é sua capacidade de auto-celebração.

Eu acredito em milagres

Jordy paga caro pela soberba de achar que o tour seria um passeio para seu inegável talento, foi triturado pelo normal Dayan Neve.
Dane, com suspeitas duma infecção, deu perdido, pra sorte de Mick, Parko, CJ, Bede e Taj, que voltaram às manchetes, toda vez que Slater descansava.
Bede, o sortudo do ano, se mantem em segundo (com descarte), uma verdadeira aberração da natureza.
Não se repetirá jamais.
Vamos à Geffersão Bay.

16 comentários:

Anônimo disse...

Já nem dá para dizer nada não é Júlio? eheheh

Miguel Bordalo

Anônimo disse...

Bom, Carlos é 9 vezes campeão do mundo! Ponto final!

Agora, quanto ao Mineiro, penso que deveríamos baixar um pouco a guarda pro moleque, que, sem dúvida, evoluiu muito. Estilo por estilo, o falecido Peterson era muito pior, comemorava de maneira igualmente exagerada, mas tinha o respeito e o apoio da galera. Ainda faltam boas doses de feijão pro menino apresentar ao menos uma atitude semelhante à do Bronco, mas acho que o cara está, no mínimo, se esforçando.

Vale o apoio, até porque, se não for ele, do jeito que a coisa está, vamos acompanhar quem: O Neco e seus snaps que já deram o que tinham que dar? O estilo bonito do Pedra? A burocracia medrosa, típica de novato, do Heitor Alves? O ridículo Jihad? Sobra o Léo Neves, mas esse aí tem de tirar o peso do recalque das costas pra poder surfar mais leve e rápido...

Mineiro não enche os olhos, mas em terra de cego, quem tem um olho é rei. As outras etapas do circo, à exceção de Pipe, serão em ondas onde o paulista queridinho pode se dar bem. É o caso de aproveitar que as coisas estão indo bem e apoiar! Bola pro mato que o jogo é de campeonato!

Gabiru

Anônimo disse...

marreco, aquilo parecia um senior em um evento de mirins...


abs,

marcus

Anônimo disse...

Slater, 9x campeão mundial, está apresentando performances ainda melhores do que em 2006.

Tá sobrando, corre um circuito à parte, competindo contra si mesmo, de modo que "os outros", correm atrás pelo segundo lugar, o primeiro já tem dono.

Sendo assim, o "freak", como "os outros" o chamam, pode começar a pensar seriamente no 10º título mundial e no polpudo bônus prometido pela Quiksilver.

Quanto ao Mineiro, só temos a agradecer o nível de surf alcançado e a garra competitiva demonstrada a cada bateria, top 4 não é para qualquer um.

O moleque não baixa a cabeça pra mais ninguém, pois elevou vertiginosamente sua confiança após aquelas duas baterias em que perdeu pro careca no início da temporada.

Não restam dúvidas, aprendeu com as derrotas.

Marreco, não precisa ser tão incisivo quanto ao estilo do moleque, ele vai melhorar, com certeza.

O time brasileiro no tour têm que se espelhar no moleque, e botar mais pressão nos adversários nas baterias.

O Neco não vem tendo muita sorte.

Já o Jor"shitty" Smith, esse eu torço pra se fuder cada vez mais, achou que ia abalar, mas na verdade foi abalado, sumiu no bolo. O Dane botou ele no bolso com uma perna só.

É isso ae, parabéns pelo texto Júlio, continue assim.

Fica aqui uma dica, voçê poderia fazer uma enquete com as performances de todos os competidores no tour, pense nisso, seria um prato cheio para nós leitores, Marreco e seus comentários ácidos e sinceros.

Abraços,

Bruno Rozenbam - RJ

Anônimo disse...

E o que falar do marrento AI que voltou para casa em TODAS etapas do circo de COMBI.

Anônimo disse...

Muito esculacho do carlos........ouvi dizer que o AI tá fazendo tratamento pra largar as drogas e por isso tá desfocado.

É verdade???

GD

Anônimo disse...

Tiro o chapéu pro DE SOUZA.

O que vale é bola na rede e o mineiro tá trazendo resultado. Tá indo contra todos que duvidavam de seu surf, como eu inclusive, nos anos anteriores.

Enfrentar essa pressão não deve ser fácil.

Cesar

Anônimo disse...

Quanto ao AI pode ser...já q o cara pegava ou pega pesado..o surf dele SUMIU !

Anônimo disse...

Que perseguição com o Bede Durbidge ! O cara vai contrariar o seu prognóstico, igualzinho ao ano passado. É esperar para ver.
O estilo do Mineirinho tá melhorando a olhos vistos. E com resultados de calar qualquer um.
Deu gosto ouvir o tom de enterro dos locutores, quando ele ganhou do Joel Parkinson. Agora, ele realmente tá comemorando demais. Fica meio ridículo ... ou não, pois os atletas dos demais esportes comemoram muito (futebol, basquete, judô, etc.) e vc não ouve ou lê comentários dizendo que isso tira o brilho das vitórias ou diminui os atletas. Será que os surfistas têm obrigação de ser "cool" ?

Anônimo disse...

Concordo com o anonimo ai de cima, o Bede e' um puta competidor, nao cai nunca, surfa com pressao e eta melhorando a cada etapa, e' claro que precisa ainda melhorar muita coisa, mas e melhor que muita gente ai do circo.
Da' uma folga ao cara ai Julemba.
De qual;quer maneira os seus textos sao tao esperados quanto cada etapa do tour.
Abraco
e ate breve

Anônimo disse...

A.I: "...Made lots of money just how much I don't know But most of the money I done stuck up my nose
And maybe that's the reason I don't know where I'm going
I don't know"

Roll Gypsy, Roll

dr. russo disse...

O Adriano comemorar efusivamente é apenas um reflexo de como ele tem encarado o tour: como uma profissão, sempre viajando e evoluindo.
Na verdade esse é o enfoque que todos os que estão entre os cabeças têm, mas a maioria dele prefere uma atitude hipócrita de sorrizinho no rosto e discurso arco-íris, quando na verdade estão querendo comer os outros vivos.
Prefiro que o Adriano siga se dando bem e não aprenda a hipocrisia da gringolândia.
...Ainda bem que ao menos algum dos brasileiros tem motivos para comemorar, gostando os outtros ou não.

Anônimo disse...

K-RECA , ta animal
o surf do Ande Airons ta se esvaindo pelo nasoduto .
Mineiro tem estilo feio , mas tem vontade de ganhar e nao fica se lamuriando qdo perde.
fui

Rob Rotten

Bodhi disse...

O estilo do Minero realmente pode melhorar, mas ficar esculachando não faz muito sentido, principalmente pra quem vive de surfe como o blog da blackwater. Ele esta conseguindo os melhores resultados brasileiros no tour. Ponto.

O Manoa ganhou do Slater (X2), e o Bruninho ganhou do Manoa, local máximo do pico. Então o Bruninho é melhor que o Slater!?

Euforias à parte, esse careca é um ET. Não tem mais graça falar sobre ele, só me resta assistir e aprender (watch and learn, como dizem os gogrin, watch and learn).

A declaração recalcada do Leo (cujo surfe ainda admiro) sobre o sucesso do Bruninho veio em péssima hora. O muleque foi lá e quebrou tudo, levou em Teahupoo. Respondeu sem abrir a boca. Não poderia haver tapa com luva de pelica mais humilhante. Fiquei até com pena do Leo Neves. Coitadinho.

A inveja é o maior freio para um mundo melhor.

O Royden Braison declarou que esteve na rehab. O Andy não fala nada. Talvez sejam as clausulas milionarias dos seus contratos de publicidade que o impede.
Hoje em dia vejo um bom surfista no Royden e um excelente ex-surfista no Andy.

Anônimo disse...

essa de comemoração e principalmente a forma que o crab mineiro manifesta, é ótima e deve continuar mas, a determinação não deve ser suplantada..A.I, Parkinson, Taj e outros, durante todo o evento de Tavarua,ao finalizarem uma onda ou outra que achavam, dariam a virada, comemoravam com soquinhos, tapinhas e outras boiolagens mais...Porque não, o crab mineiro não faria diferente. A diferença é que o mineiro demonstra gana de verdade...

Ahola Mico de lima

Anônimo disse...

É isso, nenhum problema c/ as comemorações do Mineiro. ganhou, comemora, porra! Vai comemorar o que, a derrota? Torço por ele e torcia pelo Neves, mas esse aí teve que engolir a merda que falou do Bruno Santos, foda-se então. Quem muito fala pouco faz. E vê se dá um tempo pro Bede ô Marreco, lembre-se que no seu tempo geral também não botava fé no seu surf e mesmo assim você conseguiu várias vitórias importantes. Sou mais o Durbo que o Tom Whitaker ou o Luke Stedman...