quarta-feira, dezembro 19, 2007

Gnaraloo



Achado na grande rede.

'Rip Curl is about to gain government approval for an ASP event in August 2008 at "Tombies" at Gnarloo.'
Assine a petição e impeça a Rip Curl de fazer o Search 2008 em Gnaraloo - ou não.

22 comentários:

Fazedor de FIlme da Esquina. disse...

petição pra impedir ?

mas a idéia não é realizar etapas em altas ondas, "descobrindo" novos picos..?

é a velha contradição do surfista:

todo mundo quer ver o surfe "crescer como esporte", "ser mais profissional", ter mais verba pros envolvidos na indústria, etc

mas quem quer mais gente dentro d'água, mais um pico "secreto" sendo televisionado pra milhões..?

somos bichos curiosamente egoístas. como disse um amigo esses dias:

" ao invés dessas marcas colocarem $ pra ter mais gente dentro d'água, deveriam estar investindo em mais ondas - cadê as bancadas artificiais, os nosso superbanks ? aí sim eu pagava 100 contos numa bermuda..."

será ?

dr. russo disse...

No título do sítio eles se dizem enviromental, mas no texto sobre a petição eles deixam muito claro desde o primeiro parágrafo que não querem é dividir suas ondas com 40 tops e mais seus seguidores.
Somente depois disso, e como uma segunda justificativa, é que falam em meio ambiente.
Hipocrisia existe no mundo todo...

Rodrigo rj disse...

A real é que os locais não querem porra de wct nenhum por lá.
Preservação do meio ambiente é só história.

É bem capaz que não role campeonato nenhum por lá............agora, se rolasse seria alucinente ver vagabundo arriscando o pescoço, por que a onda é sinistra.

Giorgio disse...

Tremenda babaquisse, quero ver se tem um local patrocinado pela Rip Curl assinando esse manifesto, maior hipocrisia. E quanto ao Sunny, uma vez você me disse que se amarrava no cara, algum comentário sobre o ocorrido?

Abs,

Giorgio

Anônimo disse...

Esse negócio de ecologicamente correto é a maior hipocrisia. Negoo hoje em dia usa isso como aqueles que se escondem atrás de uma bíblia e no fundo só querem defender o seu...

Anônimo disse...

Já que o assunto é ASP/WCT, vc perguntou, na sua coluna de 13.04.07: "Alguem em sã consciência acredita que Bede se segura nos top 5 até a metade do ano ?" Na época, achei extremamente arrogante e injusto o seu comentário/pergunta. Taí a resposta: Top Five, Pipe Master e Triple Crown winner.

duarte disse...

o surf mundial ta um bocado "debil"!o WCT em arica este ano nao era o primeiro.Ja a muitos anos que o campeonato mundial de bodyboard se realizava la..O famoso spot OURS supostamente encontrado por surfistas..mentira. Bodyboarders e que encontraram aquele spot e foram retirados de la a força.E nao falo mentira..foi mesmo a força, a pancada.Agora querm tirar o spot de Gnarloo onde ja a muito tempo que os bodyboarders la andam tendo ja muitos filmes terem secçoes inteiras sobre este spot:
http://www.youtube.com/watch?v=j2r5yj5wwqc

Anônimo disse...

Amigo vá catar coco ou cocô na esquina!

adam brown disse...

look this is the "diet" i told you about you should really enter the site :) bye enter the site

Anônimo disse...

Julio,
Algum comentário sobre a recusa do Jihad em fazer o exame no Supersurf? Ao que tudo indica, o título vai para Ubatuba de novo. E o Jihad, subindo na carreira, vai para o WCT!

Com trocadilho, por favor.
Abs

Anônimo disse...

Jihad subindo na carreira... e por causa do problema do exame anti-doping, e da grande babaquice de usar na etapa final uma prancha com o desenho do Bin Laden, perdeu o patrocinador internacional de grande valia para correr o WCT...
Tá lá no site da dita cuja marca internacional, quando clicado no ainda existente nome do atleta:
"Surfer do not exist"

Este é o surfe profissional brasileiro... excelentes atletas de fato, e seus "grandes empresários e assessores de imprensa", sempre velando e zelando pela imagem de seus atletas... mas principalmente pelos seus negócios (deles, empresários!)...

Anônimo disse...

Essa de correr campeonato com a imagem do Bin Laden na prancha foi uma tremenda cagada. E depois nego reclama que foi mal tratado nos EUA. Por causa de caras como esse que os surfistas ainda são injustamente rotulados de "burros"...

Anônimo disse...

Furo de reportagem éssa do Jihad, nem acreditei, o cara tomou mesmo um pedal da quiksilver. Aguardamos esclarecimentos. Melhor perguntar perguntar pro Piu?

Anônimo disse...

Perguntar para o Piu???

Perguntar o que? O Pq da dita cuja marca internacional "pedalar"o atleta???

Perguntar para a dita cuja marca internacional o pq de "pedalar" o atleta tupiniquim???

Cara, a pergunta você tem de fazer ao "grande empresário e assessor de imprensa" (estas sumidades que zelam tanto pela imagem e bons contratos do atletas tupiniquins... claro que em benefício deles... estes ASPONES) do atleta, do pq a dita cuja marca internacional o ter pedalado...

Anônimo disse...

Sábio esclarecimento. Melhor perguntar pro manager, já que foi o mesmo, o responsável por essa pérola, iniciar o ano no WCT sem patrô. Tá mal na fita. Bruno - RJ

só mais um disse...

Pelo visto, tá na hora do jihad trocar de manager

Anônimo disse...

Com a sequência de cagadas que esse merda desse Tusca fez, vocês acham que ele continuaria em alguma empresa trabalhando, aí vão elas:

1- "Esqueceu" de tirar ou renovar, não sei bem, o visto do Jihad pro Hawaii, fazendo com que o atleta perdesse importantes pontos que estavam em jogo no ranking wqs e consequentemente sua classificação para o wct de 2007.

2- Deixou, sim senhor, porque se ele é o manager tão foda que diz que é, essa sumidade deixou seu atleta correr um campeonato de grande visibilidade com a imagem do Bin Laden na prancha (detalhe que o patrocinador é americano, logo qualquer idiota com um pouco de inteligência deve imaginar que o patrocinador, não iria ficar lá muito contente com tal homenagem na prancha).

3- E pra completar, já que o Jihad tá subindo na carreira mesmo, orientou seu atleta a não fazer o exame anti-dopping, mostrando total desconhecimento do livro de regras, já que neste caso o atleta faltando ao exame é considerado culpado.

E como não tinha muita coisa em jogo, apenas o TÍTULO BRASILEIRO, deu no que deu. O Jihad perdeu os pontos da última etapa e consequentemente o título.

PARABÉNS TUSCA!!!!!!!!

Rodrigo rj

Anônimo disse...

Acabei esquecendo de comentar, pra fechar o ano realmente com chave de ouro, ou não seria de merda, o Jihad acabou de perder o patrocínio da Quiksilver.

Valeu Tusca, o surf brasileiro conta com você..........é com um manager assim que vamos ser campeão mundial.

Rodrigo rj

Bodhi disse...

Essa de botar a imagem do bin laden na prancha foi phoda hein?!?
Nao sabia disso, nao foi divulgado pela midia especializada. Perderam um grande "furo de reportagem", sendo que o melhor mesmo seria furar a prancha.
O islaiter, que é o islaiter, botou uma imagem de guerra na prancha no Chile e até hoje tem um link no surfline com sua explicação. Mas é o país dele que esta em guerra, e não o Brasil. E fez isso pra chamar atenção das pessoas para as mortes dos civis e soldados americanos. Qual foi a motivação do jihad?
Pô, o cara ja tem nome de 'guerra santa', patrocinador gringo e lança essa?
Mais um querendo pagar de ryan gracie...

Anônimo disse...

Não seria melhor dizer... abafado pela mídia especializada do surfe???
Pela hipocrisia,amadorismo e CORPORATIVISMO existente no do dito, e falado pelos cotovelos, "SURFE PROFISSIONAL"???
Pode botar aí no mesmo saco atletas, mídia, ex surfistas, programas de tv e o escambau!

Daria uma excelente matéria para ser discutida seriamente (tanto como o caso do exame anti-doping...), as relações entre estes empresários e atletas (relação esta que segundo o próprio surfe apregoa, é PROFISSIONAL, e no fundo é só amadora, parasitária e de papai passandoa mão na cabeça do filho), a POSTURA DE ATLETAS QUE SE DIZEM PROFISSIONAIS, a falta de visão dos dois lados.

Mas o que sobre é um assunto até certo ponto interessante abandonado, não divulgado, por blogs, revistas e programas do esporte.

Hipocrisia e corporativismo é o que impera no esporte dito profissional, surfe!

Anônimo disse...

errata: "Mas o que SOBRA..."

dr. russo disse...

O assunto da infeliz (é eufemismo, porque foi mesmo é burra) prancha do Jihad foi citado na "mais vendida", na cobertura sobre a última etapa do SuperSurf, inclusive com uma explicação (meio capenga) do atleta (será que podemos chamá-lo assim?).
Sempre Jihad e Tusca deixaram bem claro a relação de paternalismo que há entre os dois, sendo isso várias vezes sendo usado por Jihad como justificativa para manter a relação (profissional) dos dois. Talvez fosse melhor se o Jihad continuasse com os afagos do "papai", mas contratasse em adição um verdadeiro Manager (com "M" maiúsculo mesmo, que é o que o Jihad precisa).