quinta-feira, setembro 21, 2006

Califa



O bonequinho do MSN quicava sem parar aqui embaixo da tela: 'Vai começar o vício' dizia ele.
Logo depois, vinha o endereço que me levaria diretamente ao sul da Califórnia, virtual como de costume, assustadoramente real no que resta da memória.
Passei dois meses e meio tentando a vida de 'international surfer' no extinto Bud Tour, aquele mesmo que alavancou desde Dino Andino e Richie Collins até Beschen, Machado e Knox.
O Machado, coitado, ficava sempre em segundo - parecia o Vasco, mas jogando um bolão.
Isso foi, me perdoem a distância, Maio/Julho de 1993, ano da redenção do Derek Ho, justiça feita ao Havaí, mas uma mancha na história do surfe profissional.
Vi o Derek competindo num dos eventos, Imperial Beach, uma água ridícula de gelada, marola safada californiana, praia cheia e locutor babando um ovo federal.
Lembro duma bateria, semi-final, a turma toda reunida no calçadão assistindo o campeonato, já havia uma torcida discreta pro Machado, inclusive entre os brasileiros, pela admiração que causava seu surfe.
Quando anunciavam as notas ficávamos envergonhados pelos juízes mas o profissionalíssimo locutor fazia tudo parecer normal, extasiado em listar todas virtudes do Severino (apelido carinhoso que Derek Ho ganhou aqui no Brasil quando foi confundido com um porteiro e recebeu das mãos de famoso e abastado surfista carioca um molhe de chaves e ouviu: Severino, lava por fora e aspira por dentro, depois passa uma água com a mangueira).
Cada marolinha do diminuto havaiano era precedida com pomposas frases como: Aí vai o Pipeline Master...Pipe é uma das ondas mais perigosas do planeta e esse senhor é um dos melhores do mundo naquele monstro terrível...
E o Derek vinha, batendo prancha, dando aquelas encostadinhas irritantes, esticando até o finalzinho as quatro até a beira.
João Boi, Johnny Boy para os pouco familiarizados, o maior surfista boiola de todos tempos, desfilava sua patada de back-side (ui!) no circuito americano mas, mesmo empurrado (ai...), não arrumava nada - apenas flertes com marombeiros locais.
Na única vez que fui surfar em Trestles, estavam lá todos havaianos, Kaipo, João Boi, Dave 'Boy', Derek, Liam...
Lá fora uns 450 californianos surfando com um leque de embarcações que iam das saboneteiras aos caiaques, pranchinhas, pranchões e o que mais voce seja capaz de imaginar.
Curioso é que a havaianada dominava o pico como se estivesse em Rocky Point, dando voltas e ignorando quem pacientemente esperava onda da série - e o resto aceitava como lei fosse!
Um amigo californiano disse que era respeito, aqui é outra coisa.
Aquilo foi um baque.
Nunca tinha visto tanta gente junta arriando para meia dúzia de gatos pingados.
Fui andando lentamente com minha discretíssima roupa de borracha completamente iludido de que seria possível passar desapercebido com um long-john amarelo limão - nessa época a Mormaii fez uma série de roupas em tons verde néon, amarelo limão-bravo, vermelho tomate com transgênico que nos denunciava, brasileiros, onde quer que estivéssemos.
Quanto papo furado.



Acho que o Taj nunca tinha surfado tanto num campeonato como em 2006 no Boost mobile.
Dá uma olhada na foto acima.
Se não me engano foi na quarta de final contra o nosso Gambazinho querido e a história do WCT muda ali.
Slater logo denunciou: 'Taj atingiu seu auge cedo demais'.
Sabemos o quanto o careca gosta de botar fogo no jogo.
Depois de passar por Parko, a final já estava muito bem definida na cabeça de quem acompanhava pela rede: Era Taj contra Slater.
A revanche.
Desta vez tudo parecia caminhar para incendiar a corrida ao título e Taj finalmente desencantar.
'Taj atingiu seu auge cedo demais'...



Roberto Carlos Slater nunca se sentiu tão bem no circuito.
Fica horas distribuindo autórgrafos depois das baterias, assume com a maior propriedade o papel de comentarista durante as transmissões, não se furta de dizer o que o resto não enxerga.
Com a camiseta de competição tá na sala de casa, copo de uísque numa mão, cachimbo na outra, descansando os pés depois de um duro dia de trabalho.
Essa é a impressão que dá.
Moeu o Joel de tal maneira, que até agora o cãozinho tá perdido lá areia procurando seu dono.



Ninguem acreditava numa vitória fácil do Carlos contra o Joel.
Afinal de contas, Joel nunca tinha perdido pro Slater(retifico aqui, omiti a final em Bell's, como bem lembrou um leitor lá nos comentários em maiúsculas), em quatro confrontos, quatro vitórias do aussie, e na última vez que se enfrentaram, ali mesmo (retifico aqui, omiti a final em Bell's, como bem lembrou um leitor lá nos comentários em maiúsculas), na final de 2004, Slater ficou mais perdido do que cego em tiroteio.
Como surfou Parko em Trestles!
Era o mais agradável e imprevisível de todos, na opinião deste observador.
Cada bateria era um recital.
Esperava por uma grande batalha entre ele e K.S.7.
E o Bede, pergunta o rapaz alto e galante atrás dos seus óculos Eletric.
Sim, e o Bede ?
O camarada conhecido com fijiano branquelo, surfista sorridente e aparentemente inofensivo deixou um rastro de sangue aterrador: Chris Ward, Andy, Taj, Slater...
Isso, vindo dum surfista que sequer se requalificou para o WCT na temporada passada, fascinante o surfe, né ?
A tão antecipada final entre Taj e Slater ficou pra próxima e, acho, surfar contra Bede foi o que mais desmotivou Kelly.
Em toda bateria final ele nem esboçou reação, parecia não se importar, ou ganhava dando show ou não valia a pena - se bobear esqueceu até do recorde que resta quebrar, do Curren, das 33 vitórias.
Antes de acabar, quero dizer que o Vitinho é meu herói e deveria ser herói pra qualquer brasileiro bípede e surfeiro.
Entra ano, sai ano e Victor tá lá, lutando, literalmente, contra a desconfiança, o desprezo, a falta de memória, a falta de dinheiro.
Sempre simpático, ainda fazendo amigos por onde passa, ganhando de canditados ao título na casa deles e deixando sua marca no pódio.
Pena que nasceu em Cabo-frio, não em Ubatuba, ou Maresias, senão seria um dos surfistas mais bem pagos e reconhecidos do Bananão.
Bora pra França agora.

29 comentários:

Anônimo disse...

SLTER NA FINAL DE BELLS ESSE ANO (2006) HUMILHOU PARKO EM CONDIÇÕES ÉPICAS...

Anônimo disse...

É verdade. Vitinho além de surfar muito, é um cara muito humilde. Torcer por ele é o mínimo que podemos fazer.

Anônimo disse...

Quando Neco Padaratz ganhou de forma espetacular aquele wqs na Austrália, em Abril, os australianos ficaram com tanto medo que já foram logo falando: "Ele não devia estar aqui!". O renomado site Swellnet publicou na ocasião:

"The thing is, Neco Padaratz, the only surfer to have tested positive to anabolic steroids, the only surfer to have been banned from the sport for using performance enhancing drugs, should not have been here."

O que ninguém nunca fala é que outro surfista também foi pego no mesmo teste que o Neco, mas por uso de cocaína, e nem punição recebeu. Só pq era queridinho da mídia. CJ Róbigude comentou uma vez, durante webcast, que ele acredita que os testes podem ajudar o esporte, desde todos os surfistas que derem positivo para DROGAS sejam punidos.

Quando Richard Lovett abondonou o TOUR para iniciar um doloroso tratamento contra o cancer, a vaga aberta, já que ele estava classificado para a temporada pelo ranking do wct, deveria ter ido para o primeiro alternate da lista (Se não me engano era o Jihad Khodr) mas inexplicavelmente foi DADA para Bede Durdige.

Agora é a minha vez malandragem: Ele não deveria estar aqui.

Apesar de assistir a quase todos os campeonatos e torcer muito para os brasileiros, simplesmete não dá para levar muito a sério esse tal de dream tour. Os caras dão canetada a torto e a direito, garfando muitas vezes os brasileiras na cara dura, e fica sempre tudo por isso mesmo.

O máximo que pode acontecer é alguém se revoltar, como o ptóprio Vitinho fez uma vez, tacar pedras nos juízes e acabar tendo que pagar uma multa...

E enquanto issoa a gente continua torcendo para que algum brasileiro, além de conseguir ganhar no surf, também consiga superar essa politicagem.

Santos Surfer

Anônimo disse...

Sem dúvida nenhuma é o melhor ano da Taj no CT, está surfando com mais pressão com masi linha de onda, sem dar tantos aereos...está distruindo, mas parece que em um aspecto ele não melhorou, o mental, É AMARELÃO na hora que o bixo pega, esta é a grande diferença do campeão para o coadjuvante.

Anônimo disse...

Eu também tive um neoprene amarelo-limão dessa série. Hilário. Moro em um ap de frente pro mar (12o andar) e minhã mãe dizia que me enxergava lá de cima, heehhhe.

Anônimo disse...

Verdade, até hoje ninguém foi mais longe do que o Vitor Ribas no CT e nem ficou tanto tempo na elite mas a Fluir sempre menospreza o cara. Qualquer mané como o Ricardo Toledo ou a enganação do Renato Vanderlei ganha status só porque é de São Paulo...

Anônimo disse...

Na punição do Neco, os outros surfistas que fizeram exames foram: TAJ, PARKO, e Peterson, foi constatado que um desses resíduos de alucinógenos e maconha. Quem seria?

VHNVN disse...

Sen entrarem nessa de "resíduos de alucinógenos", a lista vai ser extensa: Raoni, Neco, Occy, Ward, Cory Lopez....e por ai vai...

Anônimo disse...

Galera, a pior droga que esses meninos podem tomar é ler Fluir e Hardcore... sem esquecer de ver o tiago Branth na Bronha de impacto.
Dom Carlos

Anônimo disse...

Falar de Vitor Ribas é falar de uma estória que se escreve a cada dia... Enquanto seus contemporaneos já se perderam pelas esquinas da vida, o Vitinho tá lá fora, encarando tudo que vem pela frente, fazendo um surfe de alto nível, e pressionando os novatos, vivendo no limite do surfe há mais de 15 anos... quem sobrou com ele desses tempos??? Só o kelly mesmo... daí tú vê... "diga-me com quem andas, que direi quem és.."
Definitivamente, um GUERREIRO, UM HERÓI, mas que fica "chamando pena" dos outros como o Neco... Vitor é outro nivel, não precisa criar esses draminhas que o Neco cria pra si...
R.O.

Anônimo disse...

Na real esta punição do Neco foi uma palhaçada eles pegaram ele para "bode espiatório". Se fossem a fundo no antidoping não sobreria muita gente no CT "achoo" que só passariam os hobgoods, slater, mineiro, cansdo, ... e deu! Será que se fosse o Parko eles teriam afastad ele por um ano do CT?

Anônimo disse...

corrigindo em tempo:

"Definitivamente, um GUERREIRO, um HERÓI, mas que NÃO fica "chamando pena" dos outros como o Neco... Vitor é outro nivel, não precisa criar esses draminhas que o Neco cria pra si...

R.O.

Anônimo disse...

Vitinho é acima de qualquer suspeita. Bom surfista , boa gente , bom astral , bom de vê-lo surfar.
Quanto ao Neco , acho que tinha surf pra top 10 mole. Se eu fosse 1 pouquinho mais paranoico acharia que foi uma conspiração anglo saxônica contra o menino.
E mais ... esse circuito é bom de ver ... altas ondas , bons surfistas , mas duvido da idoniedade dos resultados ... na boa , desencanei .... é um joguinho de interesses fudido , das mega marcas , vendendo pros grandes mercados.
Vamo todo mundo pra dentro d'agua surfar , pois o surf , como disse o Derek Hind , é muito mais do que 20 minutos, contando as 2 melhores notas , julgadas por um bando de babacas .
Tenho dito.
Suker

Anônimo disse...

"deveriam fazer uma estátua pra ele" ... já ouvimos e falamos isso alguma vez.
Pois pro Vitinho já fizeram , e ele fez por merecer.

FORZA ITALIA

Vino disse...

Nao acredito em conspiracao para brasileiro nao ganhar.

Pensem um pouco, se realmente houvesse um grande interesse das marcas em lucrar em resultados(a ponto de altera-los), o brasil ja teria sido campeao a muito tempo.

Eles pensam em lucro, como toda empresa, e nada melhor do que expandir um mercado, nem que isso custe um ano para australianos e americanos (eles ja tem esse mercado bem forte).

Portanto, chega de teorias, o que falta e competencia.

Anônimo disse...

teoria da conspiração ! Brasileiro campeão ?? do que?? WCt nenhuma chance !!!! quem pensa contrário fala qual tem uma linha de onda nas "pistas" do CT ? teahupoo, j-bay, pipe, fiji, snaper, bells....
uma coisa deve ficar bem clara BRASILEIRO É COADJUVANTE NO WCT ! e ponto final.

Anônimo disse...

Esse ano vai ter antidoping na França?

Anônimo disse...

anti-doping nos comentaristas do goiabada!
nêgo tá falando muita merda...

Anônimo disse...

Uma coisa parece certa : comentários não são bem-vindos nesse blog!
Impressionante a má vontade com alguns (poucos) tem com os comentários postados aqui no Goiaba.
Sinceramente o que me parece é que há muito desconforto em ver outras pessoas acessanso site. Essas pessoas que se fazem de Zen , são uma mistura dos " The Malloys" (insuportáveis !!!) com um prego local metido dono do pico.

HAOLE (INTERNAUTA) GO HOME !

Tango-Yankee disse...

Para mim parece obvio que mts vezes os brasileiros perdem mal para os anglos-saxonicos. Tal como pare obvio que apesar de ter apanhado ondas melhores no seu heat, o surf de Bede durbidge está anos luz do de Slater. Para mim ganhou, mas ganhou mal!

Anônimo disse...

na minha humilde opinião barsileiro não vinga na Tour porque são um bando de carentes. todo brasileiro que entra no CT a primeira coisa que faz é casar. Foi o Gouveia, o Teco, o idolatrado Vitinho... Renan Rocha, armando daltro, Herdy e Peterson tbém levaram as namoradas pra passear no circuito, Neco casou com a bruxa má, Raoni nem tirou a própria fralda e já foi arranjando um filho... puta que pariu... os caras em vez de cair na vida, surfar como um bicho, ficar largado em Fiji, Tahiti, Hawaii... curtir o tour "alone" como fizeram caras como Luke Egan, Matt Hoy e mais uma porrada... mas não, nêgo arranja uma fã pra carregar pelo mundo e mulher fã já sabe, vive a vida do cara porque a dela é um lixo e aí pronto... a carreira do sujeito tá estagnada... leva mulhé pra cima e pra baixo, alugando pra caralho ou então deixa em casa, pronta pra aplica um corno e o sujeito, sabendo o que tem em casa fica deprimido em Fiji, Hossegor, Mundaka (dá pra acredita) e volta pra casinha correndo, já pra casinha. enquanto não bota um sujeito mais desprendido nessa porra de CT nóis só vai paga mico. Mas sabe como é, Deus não dá asa pra cobra!!!

Anônimo disse...

tinha esquecido do anão do Pedro Henrique, que antes mesmo de passar uma bateria no CT já arranjou uma fanzota e um filhinho pra criar. santa imaturidade...

Anônimo disse...

Ah, e o Mineirinho tá no caminho, já anda pra lá e pra cá com uma loirinha que não pega porra nenhuma e acha que é estrela. aí não dá mesmo...

Anônimo disse...

Não leve tudo tão a sério...
que tal só relaxar e curtir o espetáculo?

Anônimo disse...

Acho q

Johnny Utah disse...

Ae, existe algum forum (com moderador por favor!!!) nacional exclusivo para surfistas?

Anônimo disse...

Mas do que carencia, isso é um erro de matemática... acompanhe...

surfista + mulher + tour = falta de resultado e de grana

o correto é:

surfista + tour + focu = bons resultados/grana/gatas

enquanto os brazucas optarem pela primeira...

Dom Carlos

Anônimo disse...

é mais do que carência, não mas do que carência.
momento cultural!!!

J.F.A disse...

Concordo com o Júlio,
dentro de nosso espírito vira-lata, nossa alma macunaima, o Vitinho é , de todos os surfistas do tour, o mais delicioso de se torcer. O cara é brasileiro, mirrado, humilde, tímido... um verdadeiro anti herói do esporte...
mas tá lá, como sempre esteve, na turma de excelência , que congrega + slater e occy com suas respectivas e impressionantes sobrevidas competitivas.
um mito. Obrigado vitinho, é muito bom torce por vc . clap,clap,clap....