quinta-feira, janeiro 14, 2010

Little black is fuck


Até o escrotinho do Jed Smith se rende ao dominio brasileiro no Pro Junior -

A new world order was established today at the World Junior Championships. Aerial surfing was applied to competitive surfing with unseen consistency, primarily by a team of advanced Brazilians.

Não sem dar a espetada tradicional no final do texto -

Rhythm and flow is in their culture, you can almost see Capoeira in their airs.” My god, he’s right! Just a pity they don’t score punts at Chopes, huh.

Jed talvez esqueça que no quesito Chopes, ou tubos cavernosos pra esquerda, estamos muito bem servidos, obrigado.
De Bruno Santos até Gui-gui que ta la no Pro Junior na quarta fase e acabou de eliminar a mais nova sensação do surfe australiano, Dave Cathels (vencedor do Quik jetty Pro).

Nick Carroll, outra galaxia no surfe jornalismo, tem melhor humor e mais lucidez quando lida com brasileiros -


What’s Brazilian For “Holy Shit”?

Pra ler os artigos, clica nas citações.

17 comentários:

Anônimo disse...

Falando em Taylor Steele, o que você achou do Sipping Jetstreans?

Anônimo disse...

sabe Julio
o teu blog é o meu favorito
acesso quase todos os dias
(nao acesso todos os dias porque vc só posta vez em quando né, deve ter coisas mais legais ou importantes a fazer)
também sei que é da minha responsabilidade o aprendizado de outras linguas...
mas a real é que não sei ingles (deveria)
e tu enche teu blog de textos em ingles, sem ao menos dar um dica do que os caras estao falando.

é muito dificil dar uma traduzida por cima, assim, pro cara entender??? talvez seja...

se nao for o caso, eu pediria, quando possivel.

porque tua cabeça é iluminada, assim como fred e outros

abraço

Rodrigo

Lucio Mello disse...

Rodrigo,

Pega os textos e joga um Google Translator neles. Não ficam assim uma Brastemp, mas, vai dar para você captar, por alto, a mensagem.

Abraços.

Lucio.

Anônimo disse...

Sipping Jetstream eh um saco; o garotao do segundo post ganhou na humildade e educacao, mas minha sugestao e correr atras de um BRASAS porque quem nao fala ingles hoje eh meio analfabeto e pros muleques no Pro junior desejo sorte e torço para que o futuro seja promissor tb no QS e CT... quem sabe a tao falado titulo brasileiro nao ta na mao dessa geracao?!

Otimo post!

abs

Henrique Vasquez disse...

Queria saber a opinião de vocês quanto ao estilo de aereo do Jadson...

ELe corta caminho da rotação elevando a rabeta e caindo meio no estilo ars (do bobyboard).

Acho radical para cacete e no meu ver, vale tanto como um reverso aéreo normal ( a não ser que seja mais alto ou full rotation).

Parece que os juízes estão ficando anestesiados ( pelo menos no qs pareciam) na medida em que o Jadson faz ele mecanizado.

Mas parece que a rabetada mecânica do Marzo nunca será subestimado...

Bem de qualquer forma com a mundialização e profissionalização do surf a tendência é os países terem fatias aproximadamente iguais no ranking mundial

saudações

Anônimo disse...

Fala escriba oceânico!!!!
Peguei ontem na banca o number de dezember da Hard.Atrasado eu,sempre e não fico conferindo, sempre tuas escritas aqui.Mas sei q qdo entro,boas, baratas e muito barra limpa, ela sempre está. Seja cuspindo fogo, nesse vapor barato do surf, seja engrandecendo e levantando a firma daqueles que merecem.Boa babada né! Julião, aquela bossa na Hardcore,foi demais. Mas é bom p/surfista aprender a não ser tão alienado e babaca, como queiram alguns.
Manda Bala,escriba do mar.Good 010.
Aloha, Castro Pereira do suli

NB: claro q isso ñ se pública né!É só pras internas.

www.maresdomar.webnode.com disse...

Alta dor de cotovelo essa dos australianos...

Anônimo disse...

Acho maneiro o jeito que o Jadson coça o nariz depois de cada aereo completado... Tipo "O que aconteceu? Aéreo? Ãn? Ahhh... é, pois é... acabei de completar um ultra super high 360 aley flip né? normal pra mim..." Pra quem reclama que o mineiro comemora, taí... Ou vai ver então que ele sempre quer comemorar e no meio do caminho de levantar o braço se lembra e para no nariz, pra dar um acoçadinha....

abs

Anônimo disse...

O trampo e, confesso, um parcela de desinteresse, têm impedido este "escriba" de acompanhar as competições de maneira geral, ainda mais da molecada. Salvo uma bizoiada ou outra aqui no blog do Mestre Guava...

Mas me lembro de, num desse posts, o Julio ter dito sobre o Jadson: "uma máquina de finalizar onda com aéreo reverse"!!

Levei na boa, como licença poética, ou ufanismo exagerado (tipo Ricardo Bocão) de quem, sem dúvida,contribui para a evolução do surf brasileiro.

Assistindo, porém, as baterias desse mundial dos moleques, fiquei DE CARA!! O moleque é monstro!!

Pra fazer frente, talvez, só o Medina e o gringo que citaram aí em cima (Marzo), que, por sinal, também surfa bonito pra cacete, convenhamos.

Uma bagana como nesse campeonato vai dar Pindorama!!

Gabiru

Anônimo disse...

valeu lucio
valeu camarada de baixo dele
relendo meu texto eu estava bastante educado mesmo
vou mandar ver no google translator por enquanto
Até manjo um pouco de ingles, mas nao o suficiente para muitos termos utilizados no meio surf

NAO ENTENDI O QUE É CORRER ATRAS DE UM BRASAS

Mas o negócio é aprender bem aprendido mesmo, aí o planeta não terá fronteiras, só monetária...
Abraço

Rodrigo

Anônimo disse...

Cara
o que que é o camarada anonimo comentando a coçadinha no nariz do jadson
tu tens talento brother
monta um blog ai p nóis ler....
demorou...

Rodrigo

Sem Ônus disse...

Bom Julio, excelente sua colocação, mas esses Aussies esquecem do Slater que triturava nas novas manobras !
Como eu dizia no começo dos anos 90 o Futuro é Surf de Aerials de todos os tipos ! Bonito de se ver e os juízes adoram ! Chega de Macaulay X Potter ; o grande Roubo ; o Surf é um Espetáculo Abraço

Lucio Mello disse...

Incrível, entre os quatro finalistas do Mundial Jr. não há nenhum americano, australiano ou hawaiano. É claro que eles vão falar que isto foi culpa das ondas ruins e que por isto os brasileiros se deram bem. O mérito é destes garotos ousados e maduros, tanto técnica quanto taticamente falando. Mas, os anglo-saxões vão querer tirar isto deles, tenho certeza.

Forte [ ].

Anônimo disse...

Foi na semi que vi o Jason errar pela primeira vez sua manobra registrada de finalização. Garfaram o Medina pro Jadson, melhor surfista do campeonato, fazer a final - foi uma garfada justa...

Na final, vi pela segunda vez o Jadson comemorar suas manobras (a primeira foi contra o Medina). Garfaram o Jadson na final, pro Brasil não ser campeão - foi uma uma garfada injusta.

Só me resta ir surfar no Grumari.

E devo uma bagana pra galera.

Gabiru

Da Huim - Paddle Surf Club disse...

Julio, os moleques arrepiaram mesmo, e ainda vao dar muita canseira em gringo por ai. O Jadson ja arregacou a porta e deve fazer muito estrago no CT desse ano, se chegar cedo nos picos dos campeonatos e treinar forte pra conhecer aqueles que ainda nao tem muita experiencia.

Agora verdade seja dita: nao tem jeito, a gringarada so vai respeitar se for na marra mesmo, porque se dependesse deles a gente tava fora... Sem recalque, deixa eles que a gente vai chegando!

Grande abraco e parabens pelos posts e pela coluna, como sempre nota 10.

PS: da uma chegada no nosso blog e no site da revista (www.revistaparafina.com.br), a edicao desse mes ficou show!

J.A ( o outro) disse...

enfim chegamos a 2010,
pranchas voadoras estão nos pés
da molecada como num filme dos Jetsons.
A nova geração já apresenta um novo surfe, diferente até do apresentado nessa mesma competição no ano passado. A new order segundo Jed.
Eu diria New Era em que 3 dos quatro melhores vem do Brasil.
E australia, hawaii e eua nao estao liderando o time.
Vai vendo . . .

Estagiario disse...

Os textos são muito bons, até porque dessa vez não puderam ignorar os brasileiros, a dominância foi total. Só não quiseram entregar a final pro Jadson, o "spider monkey".
O texto do Carrol é menos medroso do que o do Smith (aliás, por onde anda o Lewis Samuels, o maior desafeto brazuca? Provavelmente fez questão de ignorar o feito tupiniquim no Pro Junior), e por isso ficou melhor. Agora, se o Medina tem sangue negro eu não sei (algum brasileiro sabe sobre o seu?) mas que o muleque destrói, isso é um fato. E não acho que pra ser um bom surfista tem que ter o tal do quick twitch, o Slater não é nem de longe africano, apesar da pele escura.
E que escovada levou o Marzo hein?! Surfa muito também, espero que tenha ficado complexado e deixe os brasileiros levarem as baterias rs rs