sábado, janeiro 06, 2007

Ray

[Texto para Surf Portugal, escrito em 18 de Novembro de 2004. Pouca coisa mudou, não ?
Os links do texto levam pro youtube.
Será que já tinha publicado isso aqui no Blogue ?]


Sugar X Lamota

Curren nos surpreendeu quando falou com reverência do boxe numa de suas raras entrevistas.
‘A nobre arte’.
Numa linha era o sangrento esporte de brutamontes, logo ao lado Curren recomendava João Gilberto ao Vivo em Montreux.
Nossa cabeça, ávida por novas influências, assimilava tudo com velocidade espantosa e questionava tudo que até aquela entrevista- ou perfil, já nem lembro- era claro e evidente como Vetea num tubo no Tahiti.
14 de Fevereiro de 1951, Chicago Stadium, dia que ficou para história como o ‘The St Valentine’s day massacre’.
Sugar Ray Robinson reinava com uma técnica e estilo inigualáveis (entra Muhamad Ali e Sugar Ray Leonard, como herdeiros), reescrevia página por página dos livros de boxe, luta a luta.
Seu arqui-rival, Jake LaMotta, imortalizado no cinema por um De Niro insuperável e irrestível, no filme ‘Raging Bull’ (que rendeu um Oscar para De Niro), surrava sem pena Ray.


40 e subindo

Segundo relatos da luta, ‘o rosto de Sugar Ray era uma massa disforme de sangue e carne’ quando no décimo primeiro assalto, numa das maiores reações da história de todos os esportes, Robinson ataca enfurecidamente La Motta e o encurrala nas cordas com uma série de golpes precisos e fatais pelos dois próximos rounds obrigando o árbrito da luta a interrompê-la dando o título mundial dos médios para Robinson.
Delírio, frustração, superação.
Todos queriam ser Sugar Ray.
Todos queriam ser Curren.
Toda selvageria do impetuoso Occy, apelidado de Raging Bull pela imprensa pela força, impondo manobras às ondas ao contrário de encaixá-las como fazia Curren, toda raça e rebeldia de Occy não era páreo para a consistência de Curren – duas vezes campeão mundial.


Slater Esteve aqui

Março de 2005, Gold Coast, o ‘super banco de areia’ e a primeira etapa do WCT, 45 felizardos sonham com a largada na frente.
Andy sabe que não faz tanta diferença assim: nos últimos tres anos seu reinado foi pouco ameaçado, tem criatividade e competitividade, ninguem pode acusá-lo de burocrata. Andy entendeu as regras.
Antes de se tornar o melhor competidor, Andy era especulado como melhor dos Free- surfers,’Quando Andy vai aprender a competir e vencer um campeonato ?’ perguntavam as vozes mais ouvidas da nossa imprensa.
Não tiveram muito tempo para pensar na resposta.


Mais duas finais com esses caras e teremos uma baixa entre os espectadores

Parko espera pela sua hora.
Uma vitória em casa pode lhe render bela vantagem no iníco da corrida ao título tão sonhado.
Já venceu Kirra e Bell’s em outros anos.
Fanning…
Um senhor que poderia ser grisalho, não optasse pela careca reluzente, observa tudo com familiaridade.
Slater estuda a situação e decide que não lhe resta muito tempo.
Recorda-se de como, sem querer, assassinou uma geração brilhante de surfistas, Machado, Dorian, Willians, Kalani, Knox…com um discurso morno sobre diversão e amizade.
Todos reverenciavam Slater- ele sempre devolvia com candura, mas desafiado foi sempre implacável.
A memória traz bateria em Pipe Masters, high fives.
Sente ponta de inveja do tri-campeão e seus desafetos.


Australia no te parece

Andy devolveu o espírito de guerra ao circuito mundial, tão moderado e insosso, com títulos quase honorários, como os de Occy e Sunny – bem merecidos, importante ressaltar, mas tardios.
Tivesse insitido um pouquinho mais, Elkerton levava o seu por serviços prestados.
Com Irons acabou essa história.
Andy quer mais e não vai parar enquanto não aparecer alguem com apetite à altura.
A ASP parece feliz com seu novo Rei, mas algo deve mudar para apimentar o formato de competição por demais previsível do WCT.
Maior dinâmica no ranking durante o ano, integrado com WQS, seria uma boa saída, quem sabe ?
Dessa forma, um jovem talentoso poderia ascender ao WCT e repetir a façanha de Wood no Bell’s de 1987 (com 17 anos!), ou um surfista mediano do ‘CT descer para o ‘QS em plena temporada.


É hora do Mick, Não ?

20 comentários:

Anônimo disse...

aposto no Joel !!!!
Juan Tamarindo

Paulo de Tarso Duarte disse...

Cara acabei de ver a final do Mundial de Juniores, Mineirinho e Jordy Smith.
Nada demais diga de passagem, digno de nota mesmo só o título do Jordy Smith (digo o título em si, não o surfe).
Talvez o fato de ser Sul Africano e desde Potter e Tomson não davam as caras com um moleque chamando atenção!

Mas digno de nota mesmo é o seguinte:
Cara como o Mineirinho tá pegando feio para caralho! Voa, porra tudo bem! Sifu tb voae dá suas marteladas Deus sabe como!
Agora o moleque tá matando barata, matando barata não... dando verdadeiras quicadas/pauladas como se estivesse matando rato e como uma base aberta que ia corar qq caranguejo! E os braços, pqp meu irmãom, polimento urgente!
Porra não é possível que ninguém fala nada!

Manda ele fazer um estágio lá com o Curren na Califa, pq tá precisando urgente! Resta saber se este sonho fosse possível se ele (Curren)ia querer ensinar e se ele (Mineirinho) teria humildade para receber a aula!

Paulo de Tarso Duarte disse...

Aposto no Andy e no KS!
Não têm para Fanning e nem Joel!

Anônimo disse...

Alguém quer café?

Anônimo disse...

e um cigarrinho?

néu son

Anônimo disse...

Agora na época das pervisões o que tem de Mãe Dinah e Jair de Ogum não tá no gibi...

Anônimo disse...

A pergunta ao final do post é justamente para que se comente a matéria e opine-se... não acha?

Anônimo disse...

Prevejo o Travis Logie!

Jair de Ogum

Anônimo disse...

E eu o Luke Stedman ou Neco!

Mãe Dinah

Anônimo disse...

Como quase tudo ...
Esse blog começou bem , mas os pela-sacos se ploriferam...

Anônimo disse...

acho que esse ano vai dar jair de oliveira

néu son

SURF FUCKER disse...

Hehehe, foda os coments... Travis Logie, Luke Stedman e Jair de Oliveira, hahaha!.. O Paulo de Tarso botou pra fuder, Mineirinho já venceu esse ProJr qdo tinha 16, ser vice c/ 19 é um retrocesso... A comparação c/ o boxe ficou legal, mas enquanto o KS e o AI quiserem vai ser dif´cil pros outros..

Anônimo disse...

ok que tal pra campeão mundia em 2007, richard cram?

néu son

Anônimo disse...

em 2004 o cara escrevia essas merdas e até hoje nao aparece ninguem para escrever nem melhor nem diferente com as mesmas informacoes.

Anônimo disse...

é foda! o Julio vai ficando popular e preguiçoso.
Vou pro blog vizinho.
Néu son

Johnny Utah disse...

Quer campeão mundial mais insosso que o ceejay? Que título mais escroto ganhar no ano do 11 de Setembro quando várias etapas foram canceladas, nem devia ser considerado campeão mundial. Além disso, o cara enterra mais a borda de backside do que a minha avó, nem sabe cavar direito de costas pra onda. Essa babação de ovo de gringo é foda, cê jota não pega mais do que um Leo Neves ou Binho Nunes. Nem fudendo que pega! Qualquer palhaço que saiba cavar decentemente de back já pega mais do que o cj hehe
O que seria do Occy se não soubesse cavar direito?

Concordo Paulo, o surfe do Mineiro é feio pra cacete! Mas o muleque é competente em campeonatos. Também não o admiro como surfista, mas sim como competidor.

Não gosto do Fanning pessoa, não o conheço pessoalmente por isso fica difícil ter alguma opinião, mas não vou com as atitudes do sujeito. Diz a lenda que gosta de implicar com brasileiros na costa dourada pelo simples fato de serem brasileiros. Sei também que veio para o Brasil e "acidentalmente" queimou o quarto com uma vela, além de ter falado mal da etapa brasileira 2006, etapa que ganhou inclusive! Não me parece ser uma boa pessoa. E olha que os surfistas australianos tem um "stoke" manero, sabem que fazem o melhor esporte do mundo e tão sempre felizes e amarradões, só que o mick nunca dá um sorriso... Já o Andy é diferente, é marrento, chiliquento e ganancioso, mas pelo menos é um muleque mimado coerente, é sempre assim, todo mundo já conhece.

A real é que se o AI ou KS estiverem correndo um campeonato, só de intimidação já levam metade da bateria. Então ficar nessa de previsão é quebrar a cara se não for pra apostar em um desses dois. Agora, se for pra escolher top45 que "deveria" ser campeão mundial, meu voto vai para o Taj pela radicalidade, Mick Fanning (apesar de ser mau caráter) pela velocidade e o Bruce pela fluidez. Desses três o Taj é o melhor.

Anônimo disse...

binho nunes melhor que CJ hahahahahahahahah que isso???????? só pode tá de brincadeira...quanto ao taj é um amarelão de marca maior...na hora do vamu seu surf desaparece.

Anônimo disse...

B Irons, Taj e Wardo são surfistas de primeira linha mas que quando vestem uma camisa de competição ficam iguais aos outros. KS, AI, Parko e Fanning estão sobrando no circuito e acho muito difícil o título não ficar com um desses quatro surfistas.

Johnny Utah disse...

Exercício de comparação:
Pega o Momentum U.T.I. (Under the Influence) e bota na sessão de Jeffrey's Bay.
Depois me diz quem é o "amarelão" que tira tubo, floater, aéreo, rabetada, escalada, alley oop etc

Anônimo disse...

Vai dar Odirlei Coutinho, que papou os irmãos Irons e Slater no ano passado!