quinta-feira, agosto 10, 2006

Occy faz 40




[Texto da Revista Surf Portugal, Junho 2006]

40 – 10

Em 1996, aos trinta anos, Occy lutava no WQS para requalificar-se entre os melhores do mundo segundo a ASP.
Meu Deus, faz dez anos.
Parece ontem.
A história começa mais ou menos assim: Kelly Slater não tinha rivais, tanto que, dos 14 eventos venceu 7, metade. O mundo clamava por um anti-herói, ou melhor, um guerreiro ressurgido das trevas para combater, pelo menos ameaçar Slater.
Eis então que no meio desse atribulado ano de 1996, a Billabong convida Occy para o WCT de Jeffrey’s Bay.
Não era novidade o convite, desde que a marca alavancou Occy através da genial idéia do Jack McCoy de realizar um desafio entre os pesos pesados do surfe, o Billabong Chalenge.
Nesse desafio, a mente doentia do McCoy escolhia a dedo, Slater, Machado, Sunny, Egan, Johnny Boy (peso pesado, não ?), Dorian, Knox, Curren e outros excepcionais, para se enfrentarem nas melhores condições possíveis: Ondas perfeitas e perigosas, juízes exigentes e uma equipe de filmagem para registrar tudo.
Abro um parêntese aqui apenas para lembrar ao leitor que o impacto desses desafios foi tão grande que a ASP se quase obrigada a ‘inventar’ o circuito de sonhos como conhecemos hoje – apesar da Quiksilver já ter realizado um espetacular evento em G. Land, um ano antes, mas isso é outro papo.
Falava do Occy e sobre o Ogro continuo.
Num admirável ressurgimento comparado apenas ao de Mark Richards no Billabong Pro em Waimea/Sunset em 85 e 86, vencendo os dois, mesmo depois de abandonar o circuito (talvez Michael Peterson ganhando em Burleigh, março de 77, o evento inaugural do IPS) Mark Occhilupo deixou a comunidade do surfe estupefata com o nível do surfe que apresentou nas paredes de Jeffrey’s.



A frase acima não faz jus ao choque que Occy causou nos seus companheiros demolindo ondas com o mesmo surfe que quase uma década antes estabeleceu o que seria, e é, o melhor backside de todos tempos.
A sensação de quem assistia aquele WCT (e acreditem, ninguem, afirmo sem pestanejar, ninguem perdia as baterias do Oco, inclusive e principalmente Slats e cia) era que Occy não apenas merecia estar entre os top 44 como talvez fosse o único surfista capaz de ameaçar Slater.
O garoto de 30 anos estava exultante com a chance de brigar com os top 44 e ainda literalmente lutava com todo resto dos competidores do mundo tentando requalificar-se no WQS.
Curioso que escrevo isso ao mesmo tempo em que Occy surfa mais onda ridícula na disputa contra Jarrad Howse (12 anos mais novo) no WCT do México e os locutores vão a loucura.
Foi assim tambem em Bell’s, ainda nesse ano, quando o Ogro australiano surfou a melhor onda do campeonato no confronto com nada menos que Andy Irons, outro fã declarado e companheiro de equipe.
Naquele longínquo 1996, Occy termina o ano entre os 20 do WQS, classifica-se por pouco para o WCT e em 97, para voces verem que eu não estava brincando quando escrevi real ameaça, em 1997 Occy fica atrás somente do Slater no ranking do WCT.
Perceberam ?
Do WQS para vice-liderança, um feito assombroso para qualquer surfista do planeta de qualquer idade – Occy, tinha 31 anos.



No ano seguinte, depois da euforia do segundo que era quase como um primeiro, porque Slater dominava tudo com tanta autoridade que nos parecia sem rivais, o surfista com o maior queixo que jamais vimos vence em Bell’s com um desempenho que entra, esse tambem, para os livros de história – fecha o ano como sétimo do mundo.
Nesse exato momento, por coincidência, ouço Occy dar uma entrevista na cabine do locutores no Rip Curl Pro Search do Mexico e não sou capaz de entender uma palavra sequer.
E precisa ?
A razão desse texto quase didático sobre um dos 5 sufistas mais influentes da nossa história é o aniversário de 40 anos do Mark Luciano Occhilupo.
Desafio o leitor a se imaginar com 40 anos - isso, portanto, não vale para surfistas de mais de 39…
Nos nossos delírios mais desatinados não somos capazes de imaginar um futuro tão brilhante.
Ainda não falei de 1999, ano da redenção, quando Occy arrastou o primeiro WCT realizado em Teahupoo, o Gotcha Tahiti Pro, o Quiksilver Fiji Pro e o Billabong Pro em Mundaka, duma vez só.
O locutor agora implora para Occy nunca deixar o circuito.
Eu faço coro.
Que jornada extraordinária.



Occy fatos

Pipe Master em 85 num Pipe gigante, batendo o favorito Ronnie Burns na final.

22 finais na ASP

Chamou os americanos de punheteiros numa entrevista para a revista americana Surfer
‘I’m gonna stop these american wankers’

Bateu Curren em casa, Huntinghton Beach, na frente de 60.000 espectadores e passou a ser imitado em todas praias que tinham um surfista ao menos.

Em 84, com 17 anos, reinventou o surfe de costas pra onda e humilhou Hans Hedeman na final do Country Feeling em Jeffreys Bay.

Em 92, depois de tentar mais uma de suas voltas, tem uma crise e enterra suas pranchas nas areias de Hossegor

Seu nome de batismo é Marco Luciano Jay Occhilupo.

18 comentários:

Anônimo disse...

esse eh fera ! muito estilo , muito power nada de pranchinha levinha na onda ... como eh boa a escola de surf australiana ! como ele dizia morte aos enganadores !

VHNVN disse...

Seu aniversário foi em 16 de junho passado. Junto-me ao coro para que o mestre fique!! Dentre tantos feitos, não podemos esquecer o Ripcurl Surf Skin em Bells onde destruiu tudo e levou 83.000 doletas, além de um jipinho. E, ainda, o OP boat Trip Challenge nas Mentawai, dando rasgadas e aéreos na cara dos irmãos irons.
Enfim, vida longa occy, e Obrigado Julio.

Anônimo disse...

O Marco Luciano eh daqueles caras que a gente pensava ser extra terrestre , até ver que era de carne e osso qdo aportou em terra brasilis , e vi ele jogando água pra tudo que´era lado na Joaca no Hang Loose , acho que foi em 86 né Julio?
O queixo inspirou muita gente , fez escola . Todo mundo , até o meu porteiro torcia pro Luciano ganhar seu título mundial .
Depois do Careca , eh meu favorito de sempre.

FORZA ITALIA

Anônimo disse...

Gostaria de agradecer os elogios do Julio sobre meu surf.

Cauã Reymond

Anônimo disse...

"OCCYDOCMENTARY" "GREEN IGUANA"
"BEYOND BLAZZING BOARDS" JB-1986!
SEM COMENTÁRIOS... SEM FALAR NA PERFORMANCE DO RIPCURL EM BELL'S 1997 IMPRESSIONANTE! O CARA É INVOCADO!

Anônimo disse...

Ok, o homem tem glórias.
Mas não podemos esquecer que resolveu tirar onda queimando fumo em pleno arpoador, em passado recente. Não tira os méritos nem o surf do queixudo, mas repercutiu mal...

JA disse...

outro que merecia mais uma temporada no CT é o cotonete...
o cara levou esse ano ( 06) o us open , principal campeonato dos EUA, huntington beach,o moster energy , em pipe, tem 4.ooo pontos com 4 zeros no placar.... já está convidado para o CT de trestles...
Machado voltando iria dar uma equilibrada no circuito para os goffys...

fernando dias disse...

OCCY, na minha humilde opinião é o maior surfista de todos os tempos, sei que é uma opinião polemica, mas ele pegou praticamente todas as gerações do surf competição desde, joe buram, passando por Rabbit, SHAUN TOMSON, DANE KEALOHA BARTON LYNCH, MARK RICHARDS curren , carrol, pottz, slater, irons, e talves pegue a a geração de JON JOn Florence. É inacreditável! Com 40 anos desclassificou Andy Irons em beels clássico, e tá dando uma dura na molecada. EM 1984 chocou o mundo do surf ao apresentar um surf nunca visto antes de como atacar a onda de costas em J-BAY no Country Feeling Classic, humilhando qualquer um que cruzasse no seu caminho. HANS HEDEMANN na final apenas olhou o que até então parecia impossível. É sem dúvida alguma (slater também acha)o melhor de todos os tempos de costas para a onda. Com 40 anos é top 16 do CT e campeão em Margaret River !!!!Occy abandonou o Circuito Mundial em 1988 por uma sequência de problemas que duraram quase dez anos e que envolveram drogas, bebidas, a morte do pai e um sombrio aumento de peso. Fase muito complicada, sucessão de brigas, levou um soco na cara do R. "the dog" march, numa entrega de premios da ASP, chamou slater pra a porrada na frança. Na mesma noite perguntava para as pessoas qual era o caminha para voltar nadando para a australia!!?? Ficou 6 meses sem surfá morando com a mãe. Mas isso só aumentou sua glória em seu retorno.É simplesmente a maior volta por cima da história de todos os esportes. Qualquer palestrante motivacional deveria citar occy.

Anônimo disse...

occy é occy, inigualável.

Anônimo disse...

No Ripcurl Surf Skin em Bells,teve uma atuação que nunca vai ser esquecida.

Anônimo disse...

não esqueçam "do" surf do cauan raymond no leblon!!!
piada...

mr. y

Anônimo disse...

O Occy é meu surfista preferido de todos os tempos, acho a história dele uma grande lição de vida e sempre gostei mais dos ídolos que fazem cagada, se fodem e voltam ao topo do que os caras com aquela trajetória limpa e imaculada. Qual foi o ultimo aussie campeão do mundo?

Se tirarmos o Occy só sobra o Damien Hardman, que tudo bem, era um grande passador de baterias mas um surfista morno que nunca empolgou ninguém(quem tinha o poster dele na parede?), que ganhou no jurássico ano de 91, ok voltamos um pouco e temos outro burocrata como o Barton Lynch e só quando voltamos mais ainda que encontramos um cara do calibre do Occy como o não menos brilhante Tom Carrol.

Entendo o desespero dos australianos,afinal a Australia é para o surf o que o Brasil é para o futebol,o Occy é o Pelé deles e até agora só surgiram "eternas promessas" como Nicky Wood, Shane Powell, Shane Herring, Taj, Parko e agora o Fanning, todos grandes surfistas mas sem aquela mágica dos campeões.

Será que a Austrália contraiu a síndrome vascaína do VICE?????
2006 caminha para mais um ano americano no circuito!

....... disse...

.

conta nos dedos quantos campeões mundiais, daqueles que correram o circuito e ganharam mais que os outros durante o ano inteiro, venceram em Pipeline, isto é, além de campeões mundiais, são PipeMasters.

agora vê quantos foram Pipe Master antes dos vinte anos.

occytopus
(merecia ter vencido oito vezes........)

.

mr. k

.

VHNVN disse...

E o aéreo do Beyond Blazing Boards? Sem comentários!! Acho que os Irons, Ward, Taj e muitos oitros não eram nascidos!

Bomboccy disse...

Se eu pudesse pedir ao gênio da lâmpada...
Queria surfar que nem o OCCY, sonho desde criança...
OCCY é bruto, puro power surfe.

marcus viana disse...

bruto?!?!?! HAAAAAA... bongo, bongo...

Anônimo disse...

Minha primeira viagem ao Hawaii, no primeiro dia no N. Shore eu vi Occy pela primeira vez ao vivo. Era a final do Pipe Master com a o maior mar da sua historia ( inverno de 85, e 20 anos depois continua sendo o maior mar do Pipe). Eu era um garoto de 15 anos e nao conseguia acreditar que um outro garoto estava nao so surfando um mar que ninguem estaria surfando se nao fosse o campeonato, mas surfando tao bem que ele venceu 2 dos maiores "pipe big riders"; Ronnie Burns e Mickey Nielsen. Alem de vencer outras lendas de N. Shore, presentes na final, como Michael Ho, Max Medeiros e Rabbit. Vinte anos depois, ele continua top em Pipe e J. Bay, Bells, M. River, enfim um surfista que da gosto de ver e inspira geracoes. Aloha Occy you rip!!

Anônimo disse...

" tem pessoas que deveriam ser imortais , para presentear aos "normais" sua genialidade..." (Didi folha sêca).

Mozart, Pelé , OCCY !!!!!!!!!!!

abs,

SUKER