sexta-feira, maio 12, 2006

Teahupoo, we have a problem



Nosso intrépido repórter Nicholas, irmão do Thomas, tem escrito diretamente da Polinésia Francesa no saite da ASL.
Um blogue no formato de fórum ou vice versa ?
Enquanto isso, no Bananão, bem alimentados editores são incapazes de criar conteúdo original durante o ISA Games, que acontece logo aqui ao lado.
Talvez o surfe amador não seja mais interessante para essa assoberbada patuscada, desde que eles tem, sim!, o circuito do sonhos e seus press releases de sonho.
Mas, por Tutatis, por que deveria eu me preocupar com essas questões menores enquanto esses geniais jornalistas estão tão ocupados criando (tambem geniais) manchetes para o futuro título mundial do Mineirinho ?
Talvez um mundal amador, junior ainda por cima, seja coisa relegada para os blogues.
Perdão, alguem disse aí do outro lado do monitor que nunca o surfe foi tão popular no Brasil ?
Ouvi um indignado gritar, com veias pulando no pescoço, feito Bocão no OP da Barra em 89, que apesar das futuras estrelas do surfe mundial estarem aqui na esquina, O Globo, JB e cia não publicam uma linha sequer sobre o ISA ?
Bigorna, meu amigo que tudo sabe, tudo vê, indaga: José, para onde ?
E agora ?
Leio o Nick em inglês e meto a cabeça no buraco igual avestruz.

2 comentários:

Anônimo disse...

Júlio, concordo contigo que o ISA Games tem tido pouca repercussão, mas penso que o interesse dos editores das publicações, especializadas ou não, não é diferente do apresentado pelos respectivos leitores.

O ISA Games, pra mim, começou a perder o brilho quando passou a admitir atletas profissionais em meio aos amadores. Naquele momento a competição deixou de ser o clássico “Mundial Amador” para se tornar um torneio híbrido sem graça.

Depois veio o Mundial Pro Jr, que, promovido pela ASP e elevado ao status de WCT Jr, tomou pra si a coroa de principal evento internacional para jovens atletas.

Por fim, o que era realizado de 2 em 2 anos passou a ser anual. Essa banalização, me parece, foi o golpe fatal no ISA Games.

Abraço,

Luiz Mendes.

Julio disse...

Luiz,
entendo muito bem o que voce quer dizer com a falta de interesse refletida dos leitores e não lhe tiro a razão.
Porem, sempre tem um porem, a cagação de regras no surfe hoje deveria, no mínimo, se extender ao ISA.
Explico: a chance dessa turma do escritório mostrar seu valor tentando identificar o novo Dorian, Machado, Slater, Hardman ou Elkerton, todos oriundos de disputas do ISA.
Sim, é um saco, todos sabemos, mas digamos que apesar da maldita politicagem cravada no 'esporte amador', aqui e lá, a imprensa tem que ter curiosidade.
Sabe aquela vontade de saber mais a respeito duma coisa que voce gosta muito ?
Voce bem sabe, leio seus textos e sei que voce tem essa curiosidade.
Nossos amigos empantufados estão muito ocupados ligando pro celular do Slater, ou do Mineirinho, não podem parar a máquina pra ficar vendo um bando de amadores.
Eu fiquei curioso e voce ?