segunda-feira, janeiro 31, 2005

Liçao

Ainda não inventaram nada mais desconfortável do que apoltrona da classe econômica de qualquer avião, nem lombo de burro é pior.
A completa falta de movimentos, a quase nula inclinação do assento, a guerra dos cotovelos, o desconforto dos pés, a rigidez do pescoço, a comida intragável são insuperáveis- prefiro o ônibus.
O leitor mais atento percebe que nunca tive o privilégio de embarcar numa classe superior de nome pomposo: Business, Executive ou First Class.
Então tá explicado! Esnoba o amigo atrás do seu belo computador.
Filisteu, diria Paulo Francis, filisteu…
Aprendi a gostar das coisas boas da vida tarde, até uns 25, 26 anos, ainda não tinha pego um tubo de verdade, desses de correr com consciência por dentro da onda.
Achava que era o maior entubador da Gávea, mas ainda nem fazia idéia do que vinha pela frente.
Por essa época, veio morar aqui no Rio um australiano chamado Mitch Thorson, top 16 da ASP e um senhor surfeiro de tubos.
Quem não tiver idade para lembrar quem foi, ele pode ser encontrado hoje treinando (diz que virou chefe de equipe da Oakley...) o Taj Burrow para o que der e vier: seja uma bomba em Sunset, seja uma série de derrotas no WCT.
Difícil mesmo era a vida de um bom surfista com talento limitado, uma garra de leão, nada de grana dos patrocinadores e pouco incentivo da premiação do circuito (até 88, com tres anos de circuito, o malandro tinha acumulado 17.500 Verdinhas), isso justo no ano que ascendia no ranking, Fabinho, Teco, o fenômeno Nicky Wood e Luke Egan.
Seria bom que um desses rapazes mimados pelas perversões da indústria soubessem disso: era vida ou morte – não se iludam, ainda é, muda apenas o tempo do verbo.
Surfista do Oeste da Australia, Mitch tinha gosto pra ondas grandes e dividia essa paixão com Roberto Valério, que o patrocinou enqunato no Rio.
Não duvido que Valério o tenha bancado apenas por generosidade.
Thorson foi diagnosticado com um cancer de pele que o deixava com pouca expectativa de vida, sabendo que tinha uma pequena chance se alterasse sua dieta e vivesse uma vida mais saudável, mudou-se para um país que, quem sabe ? poderia salvar-lhe.
Durante o tempo que aqui esteve, raramente vestiu uma cordinha (me parecia que era uma postura ideológica), sempre surfava sozinho em Grumari e tinha um jeito pra entubar que cativava a gente.
Por gente, entenda-se eu e Guilherme Gross, que assistíamos atentamente as lições de tubo do mestre Mitch e depois tentávamos, sempre em vão, fazer o dever de casa.
Cresci vendo um sujeito chamado Valdir Vargas surfando no Quebra-Mar, muito provavelmente o maior dos maiores pegadores de tubo que já apareceu por aqui (Grilo vem na cola e se fizer o nome em Pipe, passa), o que Picuruta tinha de violência nas manobras, Cauli de precisão, Fred de elegância e velocidade, Valdir tinha dentro dum tubo, tudo junto.
Ninguem chegava nem perto.
O braço entrava inteiro na onda, os joelhos incinados pra frente, o peso equilibrado no pé de trás e o pé da frente direcionando…
Dava pra ver toda a técnica do camarada.
Bom mesmo era poder ver tudo isso de dentro d’água, de preferência soltando o grito de guerra a cada canudo completado: Uuuuuuu……!!!
Era como assistir o vidéo-teipe do drible do Romário e tentar copiar, cada um faz do seu jeito, o que interessa é a ilusão de estar reproduzindo, ou melhor homenageando, um gesto que seja do seu ídolo.
Até hoje tenho essa ilusão de estar copiando e melhorando cada um dos movimentos.
Ainda tem tanto para aprender.
Imagino o quanto melhor Mitch deve estar agora, longe da panela de pressão do ASP, refinando seus tubos.
Preciso lembrar de mandar uma carta (coisa mais antiga!) agradecendo.





5 comentários:

Anônimo disse...

Mitch está bem, não treina mais o Taj, só cuida da Oakley. Continua surfando muito e apesar do estomago avantajado de hoje em dia, entuba com a mesma naturalidade e talento de tempos passados. É respeitado como poucos em sua área e grande inspiração para todos. Aloha, SA

Anônimo disse...

dúvidas:

o que virou do câncer de pele do mitch?

o fred é o d'orey?

o sujeito que faturou pouco nos três anos de circuito era vc ou o mitch?

vc bem podia escrever contando do seu começo no surfe, bem mais tarde do que o "normal".

Anônimo disse...

esqueci de assinar aí em cima.

fui eu.

abs,

bruno natal.

Julio disse...

Brunin,
aqui vai:
o cancer foi-se embora, feito felicidade.
O Ford, era DelRey.
Nos tres anos de circuito, eu e o Mitch faturamos uma mixaria, mas quando escrevi o texto, falava dele, sim ?
'Brazzos
Julin

Anônimo disse...

Free Casino Money tyuueooru
http://stonewalljacksoncarnival.org/ - Online Casinos Free
All you need to is a well operating computer and an Internet connection and you?re done with your gambling.
[url=http://stonewalljacksoncarnival.org/]Online Gaming Casino[/url]
So you can have a wonderful gambling experience with the comfort at your home.
Best Casino
Online Casino - The Advantages
Play online casino games for money or for free! FREE welcome bonuses are guaranteed!
The skyrocketing popularity of online casino, since its arrival, is no doubt something that cannot be overlooked at any cost.