terça-feira, setembro 21, 2004

O Braga


Foto do saite www.we-walk.com

[Desconheço, talvez por pura e simples ignorância, alguem que melhor escreveu sobre a vida no Rio - e sobre a vida.
Rubem Braga olhava pra tudo de um jeito especial. Os fatos mais corriqueiros se transformavam em crônicas deliciosas.
Abaixo vai um trechinho do texto publicado na Folha da tarde, Sábado, 13 de Novembro de 1954. Clica no título e leia tudo.]

'Acordo cedo e vejo o mar se espreguiçando; o sol acabou de nascer. Vou para a praia; é bom chegar a esta hora em que a areia que o mar lavou ainda está limpinha, sem marca de nenhum pé. A manhã está nítida no ar leve; dou um mergulho e essa agua salgada me faz bem, limpa de todas as coisas da noite.'

Nenhum comentário: