quarta-feira, junho 25, 2008

Olhando pra frente




[Talvez eu prefira ser um cara de quem todo mundo diz "por que ele ainda não está lá?" do que alguém sobre quem as pessoas falam "como pode esse cara estar lá?".]

Trekinho, com todo bom senso que falta a maioria no Blogue da Globo.

8 comentários:

Anônimo disse...

Não parece bom senso, mas sim desculpa.

Pq ele não pode ser o cara que todos digam: "ESTÁ NO LUGAR CERTO"?

CTD

Cainã disse...

ao anônimo... O trequinho mesmo respondeu sua pergunta. Pq pra estar do Dream Tour, não se deve puxar o bico jamais...

Anônimo disse...

O Trekinho é muito bom, mas vê-lo surfar não enche os olhos. Dos coolie kids do Rio (Léo/Raoni/Trekinho) é claramente o mais fraco. Meso assim seria interessante assistí-lo no WCT. Certamente não daria vergonha que sentimos com o Jihad.

Anônimo disse...

Jihad, na boa, pede pra cagar...

Gabiru

Lucio Mello disse...

Pessoal,

Vamos ter um pouco de paciência com o Jihad. Já se falou mal do Vitinho, que foi terceiro no WCT, do Neco, que tantas alegrias já nos deu. Até do Mineirinho, lembro-me bem, andaram falando muito mal no último ano.

O Jihad está em seu primeiro ano, passando por grandes transformações (troca de técnico e patrocínio) e se acostumando com as ondas.

O cara é bi-campeão brasileiro (dependendo de como você encara a situação do anti-doping), foi rookie of the year na última Triple Crown e já esteve na lista dos 100 melhores juniors do mundo.

Até a "sensação" Jordy está sentindo que o buraco é mais embaixo.

Vamos com calma...

Observador da Natureza Humana disse...

Lembro que a Redley uma vez patrocinou uma viagem para Cloud9, se não me engano, como Pedro Müller e Carlos Burle. Só que no vídeo aparecia um garoto que simplesmente estava anos-luz dos brasileiros sonhadores com o mainstream do surf. Seu nome: "Shane Dorian". Então, na fábrica de montagem de surfistas tupiniquins, enquanto sairem trekinhos, o WCT será dominado pelos gringos. O diferencial está em realizar o inesperado, o impossível. Se não encher os olhos, terá que ser o Emerson Fittipaldi do surf: comendo pelas beiradas, esperando os outros "quebrarem", para ganhar títulos...

VHNVN disse...

Pois, vou te dizer!! O trekinho surfa muito e arrebentou em sua declaração. Além de ser um muleque humilde, sem marra alguma!
Parabéns Trekinho!!

Anônimo disse...

Só pelo fato de estar sempre tentando, de se expor, de colocar a cara a tapa, já o torna um grande surfista e um grande ser humano. Diferente de muitos que se propoem a ser free surfers ou acrobáticos e recebem os aplausos de vocês e muita evidência na nossa mídia. O Trekinho poderia ter se esquivado do desafio, virado tranquilamente um bigrider ou um aerialista, estar acordando às 11 horas da manhâ para produzir imagens e depois receber os elogios de muitos que hoje o criticam.

Ricardo Lobo