domingo, novembro 12, 2006

Dabucetê



[Deu de tudo, e de tudo deu na praia da Vila, durante as disputas do WCT Brasil 2006. Marolas, só pra variar um pouco, água trincando, sol, vento nordeste, areia nos olhos, ventorréia de sul, frente-fria, chuva, baladas fortes, cancelamentos, adiamentos, novas chamadas, público frustrado, pousadas lotadas, restaurantes movimentados, pseudo-jornalistas e fotógrafos pra lá de marrentos, ondas horrivelmente mexidas pelo ventão e "especialistas" no assunto dizendo que havia altas quando, na verdade, eram os caras que pegavam muito... Também estavam lá a mulherada, sempre pronta pro crime, os gaúchos valentões que se metem a locais no Rosa e, infelizmente, os atletas brasileiros a decepcionar.]

Máurio Borges arregaça as mangas e põe a mão no balde de esterco.
Leia o resto clicando no título.

4 comentários:

Anônimo disse...

É triste ler que as seis da matina o Fanning tava na água treinando sem nenhum brasileiro por perto... E depois vem os caras chorar se dizendo perseguidos pelos juízes, pela mídia gringa e pelos patrocinadores.

Anônimo disse...

bem dito...
No dia que houver 1 surfista brasileiro notadamente melhor que os outros , tenho fé que ele será reconhecido por isso...
e os resultados aparecerão ...

Johnny Utah disse...

é

Anônimo disse...

Na minha opinião, esse evento marcou o exato momento em que Mick ultrapassa K8, em termos de performance... ele realmente fez uma apresentação irretocável naquele mar deploravel...
O lugar desse evento é ARPOADOR no inverno seus mauintencionados!!! Lá no peró deu onda bem melhor que imbituba durante o evento...
R.O.