segunda-feira, setembro 04, 2006

Olhe quem veio para jantar




Um dos nossos maiores jornalistas aventura-se pelo confuso mundo dos blogues.
Antes lido apenas na sua revista, Carta Capital, Mino Carta é leitura fundamental.
Abaixo, vai uma prova.

“Para quem pensa, e há poucos praticantes desta atividade, tem de ser clara a gravidade da situação de um país que vive a véspera da eleição presidencial sem perspectiva de mudança. Com qualquer vencedor, o Brasil fica na mesma. Salvo melhor juízo.

Quem se deixa manipular pela mídia, decora chavões e repete frases feitas. E não percebe a dimensão da crise permanente. Difícil pinçar com os dedos o fio da meada, mas talvez seja possível começar pelo fato de que o Partido dos Trabalhadores, alcançado o poder, portou-se como os antecessores.”

(sobre a falta de perspectiva nas eleições)

12 comentários:

Anônimo disse...

Ótimo. Mas, convenhamos, fundamental apenas para petralhas e esquerdopatas em geral (adoradores de Chê, Fidel, Hezbolah, Hugo Chavez, Marilena Chauí, sociólogos da USP, Emir Sader, FARC, Demétrio Magnoli, Beto e Boff, terrorismo etc).

Anônimo disse...

Esqueci da entidade terrorista MST e de seus pacíficos líderes (Rainha e Stédile), que são bastante adulados pela publicação.

Julio disse...

Ao menos, se dê ao trabalho de ler o bendito texto antes de sair atirando.
A luta do bem contra o mal acabou faz tempo.
Agora são os adestrados versus arredios.
Mas Mino diz que 'Quem se deixa manipular pela mídia, decora chavões e repete frases feitas.'.
Em cima da pinta, né ?

marcus viana disse...

que midia Marreco? sera a "tribuna de imprensa", a "FSP", a "veja", a "carta capital"? ou nao serao os ´veiculos´,mas os jornalistas? e ai quem eh q manipula? o Otavio Frias Filho, o Merval Pereira, o Franklin Martins, o Ricardo Noblat? quem sabe o Helio Fernandez? poe td num saco e quem concordar eh manipulado...RÁ!

Anônimo disse...

"Quem se deixa manipular pela mídia, decora chavões e repete frases feitas".

Bonito. Belo CHAVÃO do Mino Carta. Embora seja ele o autor, em outros termos, já o disseram o Tarso Genro, o Berzoini (ou Berzoniev), o Dimenstain etc. Lembre-se da Marilena, na capa da própria Carta Capital: "a crise é produto da mídia". É cada uma...

Anônimo disse...

OBS: o Goiabada é mídia? Então, segundo o Mino...

Viegas disse...

Marreco, Mino Carta é um vendido!!!

marcelus disse...

rapaz,
tenho que concordar com meu irmão e com o viegas, que de bobo não tem nem a cara. o pai do mino carta era um grande jornalista, assim com o claudio abramo. o miino carta, depois da carta capital... passou para o lado negro da força, como diria BNegão.

Julio disse...

Amigos,
deixemos o Mainardi de lado, por favor.
O único que enxerga Mino Carta como vendido é o menino de ouro da Veja.
O resto, que preza o que interessa no jornalismo, sabe que o lado do Mino é um só: verdade.
Falei ?

Anônimo disse...

Julin, volta pro surf, porque de política e jornalismo já se vê que você não entende nada.

marcus viana disse...

Marreco, falou não, sonhou! essa soberba vai te levar aonde? que papo eh esse de verdade? verdade de quem? vc e teu guru interditam qualquer contestaçao com o mesmo,e, patetico metodo: quem discorda nao pensa, ou nao presta...RAAAA.

se continuar achando q eh esse tipo de leitura q eh fundamental...melhor ficar soh no surfe mesmo, como disse o amigo acima.

aquele,

marcus viana disse...

po, apaguei: meu nome eh ninguem quem te comeu foi...