sexta-feira, junho 04, 2004

Baralho

(Recebi um imeio intrigante do camarada MP, pedi permissão e publico aqui para ouvir as sugestões...)





Eu aposto 500 dolengos no Daltro para chegar em J. Bay...



E aí Júlio!!!

Queres saber mais uma que me ocorreu, enquanto analisava os artigos sobre Fiji? Aquela descrição do Sarge, sobre os jogos de poker dos nossos queridos amigos americanos na ilha de Tavarua, enquanto esperavam extremamente entediados pelas ondas que teimavam em não aparecer?! Lembras-te? Os bacanos ficaram tão entusiasmados com o jogo de cartas que começaram a colocar dinheiro na mesa?!... E o Sarge até comentou que se via bem qual a ilha americana e qual a australiana, uma vez que em Namotu jogava-se... rugby, ou algo parecido!...

Pois é! Aqui o Tuga ficou a pensar na facilidade com que os americaninhos bem pagos e mimados esbanjam o dinheiro fácil dos seus patrocinadores em joguinhos fúteis, em comparação com o sufoco que o top 45 brasileiro Armando Daltro passa todos os dias para poder correr o circuito para o qual se classificou com mérito e mesmo assim não conseguiu ir para esta etapa, por causa do preço da estadia!!!

Então pensei como seria bom que esses meninos mimados pudessem agarrar nesses "trocos" e oferecer ao Armando, para que ele pudesse competir contra eles e, quem sabe, "devolver-lhes o empréstimo com juros"!!! Isso sim, seria ajudar uma causa, a deles, dos top 45 como classe ou elite real! Isso seria realmente "put your money where your mouth is!"


Quem deixar a bola cair perde o patrocínio!



Tanta injustiça, meu deus! Será que o Slater não se lembrou dessa ainda, da mesma forma que resolveu pagar do seu bolso para convidar os amigos a pensar em novas fórmulas para o surf competitivo, lá nas Fiji também?! Eis, aliás, a grande diferença entre ele e AI, a tal diferença entre o surfista culto e o surfista cultivado!!!

Desculpa lá estas deambulações mentais, mas és das poucas pessoas que ainda as percebe! Abraço!


MP

6 comentários:

Anônimo disse...

Também fiquei chateado com a situação do Daltro, tanto que postei um comentário aqui, no texto de 27 de maio.
Entretanto, não concordo com a opinião do MP, de condenar a diversão esbanjadora (para nós) do tops gringos. Eles não têm obrigação, nem interesse, em patrocinar um rival, quanto mais do Brasil. Essa obrigação, acho eu, é das marcas de surfwear que lucram no mercado brasileiro, sejam nacionais ou não. Quem critica o pôquer "à vera" dos gringos teria que escutar calado uma crítica vinda de algum brasileiro pobre, que achasse um absurdo gastar dinheiro com viagens e pranchas de surfe, enquanto tem gente morrendo de fome.
Acho q a cobrança só é pertinente contra quem tem obrigação e interesse na solução do problema. Caso contrário, eu acho que cada um deve ser livre para fazer o que quiser, mesmo que a atitude seja chocante, para quem não tem tanta fartura, como nós.

Joao Paulo disse...

Concordo com o anônimo, se alguém tem obrigação são as empresas que atuam no mercado surf no Brasil.
Será que o A. Daltro - ou qualquer outro - é tão coitado que precisa da vaquinha dos outros profissionais ???
Parece aquela história "é pobre mas honesto" ...
Desculpe, mas o que eu percebo é um mix de inveja com complexo de inferioridade.Boas Ondas

Anônimo disse...

ae, julião, saudável polêmica, mas o que é dinheiro pros gringos, ainda mais americanos?
o que precisa mesmo é mais grana das empresas de surf do Brasil.
mas o que precisamos de verdade é olhar pro umbigo dos outros. porque ser surfista pró no brasil é coisa de elite se comparado à vida de atletas de outros esportes, como atletismo, judô etc. tive lá no troféu brasil de atletismo, precisa ver a penúria da galera.
abraço, zé augusto.

Anônimo disse...

concordo com tudo que foi dito. Só uma coisa Julio, perdoe a ignorancia, mas quem é MP?

Julio disse...

Capitães,
Miguel Pedreira, MP, xará das iniciais do Michael Peterson, é editor da SP, Surf Portugal.
A sugestão dele é de maior integração do andar de cima com andar de baixo.
Não confundir com esmola e sim solidariedade.
Daltro passa pela mesma dificuldade que Mick Campbell ou Phil Macca, Victor, Beschen, Toby Martin, a lista se alonga.
Um fundo da ASP ou da WPS pra financiar os menos favorecidos seria uma atitude digna de surfistas.
Lembrem-se da vitória de Occy dividindo o prêmio polpudo com os camaradas num desses desafios milionários exclusivo para convidados- creio que o primeiro da OP/Surfer.
Fosse em inglês, num saite de porte, esse fórum já levantava uma grana...
Abrazzo
Julio

marcus viana disse...

e ai Marrequinho, es certamente um privilegiado ao perceberes...

pq eu, por aqui, nunca fui capaz de relacionar "solidariedade" como uma caracteristica surfistica. tambem falho em enxergar qualquer injustiça na atitude dos... alias, oq significa mimados?

lamento pelo armando daltro, mas afinal, era dele o dinheiro apostado?

bom, pelo menos - pelo que eu vi nos outros comentarios -somos realmente + numerosos... os q nao percebem!

abs,